LIXO ELETRÔNICO: ONU E EUA LANÇAM PROJETO DE RASTREAMENTO E CONTROLE.


http://revistamazonia.blogspot.com/2011/05/estados-unidos-e-onu-criam-projeto-para.html

Os Estados Unidos produzem uma grande quantidade de produtos eletrônicos. As tecnologias cruzam oceanos e espalham-se por todas as regiões do mundo. Para que a reciclagem seja mais eficaz, os EUA e a ONU lançam um novo projeto que rastreia o lixo eletrônico produzido no país e disseminado mundo afora.

O intuito é controlar o fluxo e descobrir qual o destino dos computadores, celulares e outros produtos eletrônicos, com isso pretende-se tomar medidas em que a reciclagem seja mais bem aplicada. O governo americano e a ONU contam com o apoio dos portos da África Ocidental e da Ásia.

Os eletrônicos têm uma grande quantidade de metais pesados, como mercúrio e chumbo, toxinas, e outros compostos que poluem o solo, a água, o ar e todo o meio ambiente. Segundo a ONU, somados todos os lixos eletrônicos do mundo somam quase 40 milhões de toneladas métricas por ano.

No ano passado, o presidente Barack Obama disse que o descarte dos eletroeletrônicos nos aterros sanitários são um risco à saúde e para o meio ambiente, além de “representar oportunidade perdida de recuperar recursos valiosos, tais como minerais de terras raras". Segundo o periódico Daily News, Obama, presidente de um dos países mais poluidores do mundo, tem sido pressionado para dar uma maior atenção sobre o problema global.

A Agência de Proteção Ambiental dos EUA (no inglês, EPA) afirma que os eletrônicos são os resíduos que aumentam mais rapidamente no país. Por isso a ONU espera que haja verdadeiros esforços e que estes sejam compartilhados. A agência financia o projeto com U$ 2,5 milhões, para que os equipamentos eletrônicos sejam rastreados pelos próximos cinco anos.

Postagens mais visitadas deste blog

Flores da Amazônia