Pesquisa do Goeldi chama atenção para o vocabulário costeiro da Amazônia



Agência Museu Goeldi - A singularidade do vocabulário do litoral amazônico retratada no livro “Amazônia, zona costeira: termos técnicos e populares”, organizado por pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi, é tema da matéria de capa da edição nº 47 da revista “Amazônia viva”, de julho de 2015.
O livro, concebido de forma interdisciplinar pela botânica Alba Lins, o geólogo Amilcar Mendes e os zoólogos Maria Luiza Marceliano e Inocêncio Gorayeb, pesquisadores do  Programa de Estudos Costeiros (PEC) do Museu Goeldi, reúne em um glossário expandido tanto os termos utilizados de forma técnica por pesquisadores de diversas áreas, quanto a forma popular usada por comunidades pescadoras do litoral amazônico.
O objetivo da publicação é compreender as multifacetadas dinâmicas culturais e socioambientais dessas populações e proporcionar a integração e troca de saberes entre estudiosos e os personagens que transmitem no falar o paradoxo entre a simplicidade e a complexidade que a costa amazônica apresenta.

Revista Amazônia Viva Encartada no Jornal O Liberal, periódico de circulação regional, a revista Amazônia Viva publica mensalmente artigos e reportagens sobre sustentabilidade, ciência, cultura e inovação.
Acesse aqui a reportagem “Pra mode que...”, redigida pelo jornalista Sávio Oliveira, com fotos de Fernando Sette.
http://issuu.com/amazoniaviva/docs/47_av_julho_2015_web/38

Fonte:

 http://www.museu-goeldi.br/portal/content/pesquisa-do-goeldi-chama-aten-o-para-o-vocabul-rio-costeiro-da-amaz-nia



Postagens mais visitadas deste blog

Flores da Amazônia