A Pesca artesanal na ilha amazônica de Mosqueiro

Mosqueiro dentro do universo da agricultura extrativista e de populações tradicionais da Amazônia, destaca-se ainda pela atividade pesqueira artesanal e de pequena escala de comercialização, a partir de capturas de inúmeras espécies distribuídas tanto nas águas do estuário amazônico, Baia do Sol, no Rio Pará, na Baia de Santo Antônio, como nas dos corpos d’águas do interior da ilha.
Atividade social produtiva tradicional, responsável por parte do abastecimento alimentar dos moradores e visitantes, garantidora de trabalho e renda dos pescadores e comerciantes do pescado, a pesca mosqueirense é desenvolvida nos marcos das práticas, saberes e conhecimentos dos pescadores, detentores de inestimável legado cultural e histórico, da memória coletiva da pesca indígena e cabocla.

Nas ultimas décadas, a pesca artesanal local vem sofrendo influência e recebendo impactos sócio-culturais e históricos de todas as ordens e em ritmo acelerado no seu espaço de ocupação e produção que integra-se e combina-se, à dinâmica do processo de desenvolvimento regional excludente, marcado no último período pela ação de diversos atores sociais, pelo controle, uso e gestão de seus recursos naturais. Assim, o conhecimento das áreas de pesca, das relações sócio-econômicas e suas relações comerciais e ecológicas na Ilha de Mosqueiro se fazem necessários para contribuir para a análise e compreensão da pesca artesanal nesta comunidade tradicional da Amazônia, bem como para subsidiar políticas públicas para os setor, nos marcos do desenvolvimento sustentável da pesca amazônica.

Espraiada por todo espaço ilhéu, a pesca irradia-se principalmente a partir das áreas do Porto Pelé, Areião, Praia Grande, Ariramba, Cajueiro, Carananduba, Baia do Sol, Furo da marinhas, além das comunidades rurais ao redor do Parque Ambiental de Mosqueiro.

A pesca do Mosqueiro está vinculada a três principais pontos de desembarque, por ordem de maior importância tem: porto da Ponte do Cajueiro, Praia do Areaia/trapiche da Vila e Baía do Sol. As áreas de comercialização estão presentes ao redor da Ponte do Cajueiro, na Baía do Sol e também no Mercado Principal da Vila.
As entidades dos pescadores de Mosqueiro são a Colônia de Pescadores Z-9, a Associação Livre dos Pescadores Artesanais do Cajueiro (ALPAC) e a Associação das Mulheres da Baía do Sol .
07/06/2010

Postagens mais visitadas deste blog

Flores da Amazônia