COMUNIDADES RURAIS DE MOSQUEIRO


           No período das férias de julho, o mais concorrido balneário de Belém, a Ilha de Mosqueiro chega a alcançar 500 mil pessoas que buscam a ilha para o descanso, lazer e badalação dentro da extensa programação esportiva- cultural.
Mosqueiro possui 17 km de praias de areias com ondas de água doce, muitas das quais ligadas ao ambiente que podemos caracterizar como praias urbanas, recebendo influência direta das marés do estuário amazônico, mas com variações de gradiente de salinidade, que acompanham as mudanças sazonais de pluviosidade.
              O ambiente praiano da ilha é composto das seguintes praias: Areão, Marahú, Caruára., Murubira, Prainha do Farol, Camboinha, Chapéu Virado, Farol, São Francisco, Conceição, Porto Artur, Ariramba, Carananduba, Paraíso, Praia Grande,  Bispo, Bacuri, Praia Grande (Baia do Sol).
          VISTA PANORÂMICA DO TRAPICHE DE MOSQUEIRO
                Mosqueiro estabelece relações e influências ambientais diretas e indiretas com as águas do Rio Amazonas e de outros ambientes aquáticos aos quais mantém limite ou dos que recortam seu território, como os pequenos rios, igarapés, furos e alagados, de águas brancas (barrentas) ou pretas, de grande importância no deslocamento das populações locais e ambientes de desenvolvimento ictofaunístico explorados pela pesca artesanal, uma das principais atividades econômicas da ilha. 

                                                    TRILHA ECOLÓGICA OLHOS D'ÁGUA
                Dentre as comunidades rurais da ilha, denominadas de sítios, dotadas de inigualável beleza paisagística, mas que vem sendo antropizado aceleradamente, elencamos as comunidades do Parque Ambiental Municipal – Margens do Rio Murubira, Tamanduaquara, Pratiquara e comunidade do Espírito Santo, Caruaru, Tucumandeua, Itapiapanema, Catanhal do Mari-mari e Tabatinga ou Cantuário.
                                           RIOS DA ÁREA RURAL DE MOSQUEIRO
               No povoado do Caruaru (terra de alimento em abundância), onde termina a Trilha Ecológica Olhos D’águas, além da captura de peixes e camarões, realizada através de apetrechos e armadilhas tradicionais, a comunidade se dedica ao plantio de mandioca, para feitura de farinha, goma e tucupi, e plantio de outras culturas, como o cupuaçu. Destacando-se pelo artesanato com materiais tirados da natureza, têm-se ainda vivo, a produção de canoas e montarias com a madeira retirada da mata.
              A comunidade do Caruaru se notabilizou por ambientar o curta-metragem Matinta, que tem  a  paraense Dira Paes no elenco. 

                                          FOTOGRAFIA  DE " MATINTA"
                Territorialmente, Caruaru apresenta uma significativa área de terra com redominância de solos de terra firme. Segundo seus moradores, está dividida em duas áreas: Caruaru de baixo e Caruaru de cima (Tucumandeua).

                                           PESCA ARTESANAL 
                 Na comunidade Castanhal do Mari-mari, ainda é forte a atividade pesqueira artesanal. Seguindo a tradição local, na comunidade é famosa a produção artesanal feita com folhas e materiais naturais. Seus moradores são hábeis artesãos de instrumentos usados na pesca, como canoas, remos, matapi e redes, atividade que se realiza nos igarapés Mari-mari Açu, Canavial, além  das águas claras do Aracairú.
                                          MARI-MARI
 Fomte:
 Oesselmann, Dirk. Encontro transculturais: sua importância para pensar e agir democrático deeducadores(as) numa comparação internacional / Dirk Oesselmann  e  Maria Lúcia Gaspar  Garcia  (Orgs.). – Belém: Unama, 2010.
LEÃO, Pedro da Silva. ILHA DE MOSQUEIRO: Práticas de Pesca Sustentável numa Comunidade Tradicional da Amazônia – Estudo de Caso. IN. mosqueirando.blogspot.com/

Postagens mais visitadas deste blog

Flores da Amazônia